.................................................................................................................................................................................................................
Jogos Pan-Americanos

 

Santo Domingo, na República Dominicana, sedia a 14ª edição dos Jogos Pan-Americanos

 

O segundo maior evento poliesportivo do mundo chega a 14ª edição neste ano, em Santo Domingo, na República Dominicana. Para os atletas brasileiros, os Jogos Pan-Americanos são o grande objetivo da temporada. Mas o esforço de muitos para garantir presença no evento pode ser em vão.

Devido ao atraso de conclusão das obras de várias instalações esportivas e da Vila Pan-Americana, a ODEPA (Organização Desportiva Pan-Americana) decidiu que as modalidades que não tiverem as instalações concluídas até 30 de maio serão retiradas do programa de competições do Pan 2003. Os principais problemas são as instalações para remo, canoagem e hipismo. Também apresentam dificuldades os desportos aquáticos, futebol, tiro com arco, atletismo, ginástica e badminton. A estimativa é de que os Jogos de Santo Domingo reúna 5.211 atletas.

 

 

O melhor resultado do Brasil em Jogos Pan-Americanos foi o segundo lugar em 1963, quando a competição foi realizada em São Paulo. Os Jogos dos quais participam atletas de todas as Américas e do Caribe acontece a cada quatro anos, sempre no ano anterior ao da Olimpíada. São uma versão continental dos Jogos Olímpicos que conta com esportes do Programa Olímpico e outros não disputados em olimpíadas.

 

 

História

A primeira edição do Pan aconteceu em 1951, em Buenos Aires, capital da Argentina. Porém, sua origem remete a 1932, aos Jogos Olímpicos de Los Angeles. Inspirados pela realização, seis anos antes, dos primeiros Jogos Centro-Americanos, representantes de países latino-americanos no Comitê Olímpico Internacional (COI) propuseram a criação de uma competição que reunisse todos os países das Américas, com o intuito de fortalecer o esporte na região.

A idéia deu origem ao primeiro Congresso Esportivo Pan-Americano, realizado em Buenos Aires, em 1940. A princípio, o Congresso definiu que os Jogos inaugurais seriam disputados em 1942, na própria capital argentina - planos adiados pela Segunda Guerra Mundial.

Ao fim do conflito, um segundo Congresso Esportivo Pan-Americano, em Londres, durante as Olimpíadas de 1948, confirmou Buenos Aires como sede da primeira edição dos Jogos Pan-Americanos, marcados, enfim, para 1951. A competição reuniu 2.513 atletas de 21 países, com 18 modalidades em disputa. Ao longo de mais de 50 anos, os Jogos Pan-Americanos jamais deixaram de ser disputados e passaram por cidades de todos os cantos do continente.

 

 

Desde o extremo norte, como Winnipeg (Canadá), sede das edições de 1967 e 1999; até o sul, como Mar Del Plata (Argentina), que recebeu os Jogos de 1995. No meio desse caminho, os Jogos também visitaram a Cidade do México (México), Chicago (Estados Unidos), Cáli (Colômbia), San Juan (Porto Rico), Caracas (Venezuela), Indianápolis (Estados Unidos) e Havana (Cuba). Isso sem falar em Santo Domingo, na República Dominicana, que sediará a 14ª edição do evento este ano.

Além disso, os Jogos Pan-Americanos já passaram também pelo Brasil. Em 1963, São Paulo recebeu a quarta edição da competição. O evento foi um sucesso, mobilizando a cidade a ponto de reunir cerca de 40 mil pessoas na cerimônia de abertura, realizada no Estádio do Pacaembu.

Em menos de meio século, o evento dobrou em número de países, atletas e modalidades, até tornar-se uma das principais competições do calendário esportivo mundial.

 

Edições dos Jogos Pan-Americanos

1951 - Buenos Aires (Argentina) - 25 de fevereiro a 9 de março
2.513 atletas, 21 países, 18 modalidades

1955 - Cidade do México (México) - 12 a 26 de março
2.583 atletas, 22 países, 17 modalidades

1959 - Chicago (Estados Unidos) - 27 de agosto a 7 de setembro
2.263 atletas, 25 países, 18 modalidades

1963 - São Paulo (Brasil) - 20 de abril a 5 de maio
1.665 atletas, 22 países, 19 modalidades

1967 - Winnipeg (Canadá) - 24 de julho a 6 de agosto
2.361 atletas, 29 países, 18 modalidades

1971 - Cáli (Colômbia) - 25 de julho a 8 de agosto
2.935 atletas, 32 países, 18 modalidades

1975 - Cidade do México (México) - 12 a 25 de outubro
3.146 atletas, 33 países, 18 modalidades

1979 - San Juan (Porto Rico) - 1º a 15 de julho
3.700 atletas, 34 países, 22 modalidades

1983 - Caracas (Venezuela) - 14 a 29 de agosto
3.426 atletas, 36 países, 23 modalidades

1987 - Indianápolis (Estados Unidos) - 7 a 23 de agosto
4.453 atletas, 38 países, 27 modalidades

1991 - Havana (Cuba) - 8 a 18 de agosto
4.519 atletas, 39 países, 26 modalidades

1995 - Mar del Plata (Argentina) - 11 a 26 de março
5.144 atletas, 42 países, 34 modalidades

1999 - Winnipeg (Canadá) - 23 de julho a 8 de agosto
5.000 atletas, 42 países, 35 modalidades

Fonte: COB

 

Os cinco melhores países no Pan-Americano de Winnipeg/1999

1º Estados Unidos - 296 medalhas
106 (ouro), 110 (prata) e 80 (bronze)
2º Cuba - 155
69, 39 e 47
3º Canadá - 196
64, 52 e 80
4º Brasil - 101
25, 32 e 44
5º Argentina - 72
25, 19 e 28

*A melhor colocação do Brasil em Jogos Pan-Americanos foi em 63 (São Paulo),
quando ficou em segundo lugar.

 

 

Mascote 2003

O peixe-boi Tito é a mascote desta edição dos Jogos. Por ser um animal em extinção, Tito simboliza o compromisso do povo dominicano em defender a ecologia.

 

 

 

Por Renata Rondini