.................................................................................................................................................................................................................
Os 7 Pecados Capitais


O cenário é promissor. Você está com a aparência perfeita, seguindo uma dieta balanceada.
Então, não resiste e comete um dos sete pecados capitais que arruínam sua dieta!

Na última refeição do dia, mergulha em uma refeição monstruosa: batata frita, um hambúrguer gorduroso e um refrigerante tão grande que manda seu açúcar no sangue para o espaço.

Depois, se lamenta e entra em profundo arrependimento. Mesmo assim, ainda alimenta esperanças: “Amanhã vou entrar de novo em minha dieta super rigorosa.” Soa familiar?

 



1° PECADO:
ALIMENTOS QUE ATIÇAM O APETITE


O princípio da moderação é a chave para uma dieta bem sucedida. Algumas pessoas em dieta classificam alguns alimentos como totalmente fora de questão. Afirmam que alimentos densos em calorias como pizzas, sorvetes e doces os levarão a uma situação de descontrole alimentar. Eles acreditam que uma simples fatia de pizza pode atiçar o consumo da pizza inteira. Baseado nisso, praticam a abstinência total destes alimentos. Não consomem em nenhuma hipótese.

Esta estratégia limitante pode ser contraprodutiva, segundo Suzanne Girard Eberle, especialista e autora na área de nutrição esportiva. “Cada situação de abuso alimentar é precedida por uma dieta restritiva”, explica Suzanne.

Ao invés disso, devemos adotar uma postura moderada para perdermos gordura, ingerindo ocasionalmente pequenas quantidades dos alimentos desta categoria. Não devemos brigar com nossos alimentos favoritos, devemos, sim, ser responsáveis e moderados. “Coma menos destes alimentos, mas não os elimine totalmente de sua dieta”, aconselha Suzanne.

Devemos incorporar uma porção destes alimentos a nossa dieta diária, sendo esta de no máximo 150kcal para as mulheres e 200kcal para os homens.
Isso significa que uma porção pequena de sorvete está liberada! Uma fatia pequena de pizza pode ficar abaixo da marca das 200kcal, assim como metade de uma barra de chocolate pequena.

O segredo consiste em identificar os alimentos que são suas fraquezas e apreciar um destes alimentos por dia com moderação.

 

 

2° PECADO:
EXCESSOS NOTURNOS


Um amigo, que jurava seguir com perfeição uma dieta equilibrada, uma vez confessou: “Como três claras de ovo e uma fatia de pão integral no café-da-manhã, um almoço saudável composto de sopa e uma salada pequena sem temperos gordurosos e um jantar com peixe grelhado e vegetal refogado. Às 21h, como meia-dúzia de bolachas e um pacote grande de batatas fritas.”

O grande erro que ele cometia, segundo Suzanne, era consumir pouco alimento durante o dia. Muitas pessoas que comem em demasia à noite devem reavaliar a quantidade de alimento que ingerem durante o dia, pois isso é a principal causa dos excessos noturnos.

É muito comum que estas pessoas façam seus ataques noturnos comendo os alimentos em pé, o que constitui mais um problema. Devemos nos sentar para comer, pois em pé tendemos a não perceber a quantidade de alimentos que estamos ingerindo e isso leva a alimentação além do ideal.

Devemos comer 2/3 do total das calorias durante o dia e apenas 1/3 à noite, pois o excesso de calorias neste momento irá ser convertida com maior facilidade em gorduras.

 

3° PECADO:
APRENDA O QUE COMER NAS LANCHONETES


A próxima vez que você não estiver em casa e tiver que comer em uma lanchonete, recuse aquelas promoções combinadas que geralmente estão carregadas de calorias e gorduras.

Segundo o culturista profissional da IFBB Garrett Downing, você pode comer em lanchonetes da seguinte forma: “quando estou em dieta para competição, sei os lugares que têm alimentos com o equivalente em nutrientes ao que usualmente ingiro nesta fase. Por exemplo, se tenho que comer 250g de peito de frango, uma porção de vegetais e o equivalente a um copo de arroz, posso ir a uma lanchonete que sirva batatas assadas e pedir sem molhos ou recheios e comer com uma salada e dois peitos de frango”.

A campeã de fitness profissional Adela Garcia-Friedmansky come fora com freqüência e pede seus pratos sem molhos ou óleos. “Peço para que preparem as batatas assadas, os vegetais no vapor ou cozidos e o frango na chapa sem temperos ou óleos”.

Quando se trata de lanchonetes, ela concorda com Downing. “Você pode ficar em excelente forma se escolher os itens com menos gordura presentes no cardápio. De vez em quando, pode comer um hambúrguer de frango com uma porção pequena de batatas fritas, desde que esteja treinando quase todos os dias e esteja com sua dieta regulada nos outros dias.”

O segredo é comer algo gorduroso de vez em quando. Mas cuidado.
Isso não pode virar um hábito ou sua dieta irá desabar.


  4° PECADO:
DOCES NO TRABALHO

Você começa os dias com as melhores intenções para sua dieta, mas, ao chegar ao trabalho, alguém sempre oferece bolachas ou outros doces em conjunto com o tradicional cafezinho.

De acordo com Larry Krug, que é um renomado fisiologista do exercício, as tentações do ambiente de trabalho podem ser substituídas por outros alimentos saudáveis e existem técnicas para evitar cair nestas armadilhas.

Você deve levar seus alimentos de casa e optar por frutas, barras de cereais e outras opções saudáveis que não estão carregadas de açúcar e gorduras. Sobretudo, deve procurar alimentar-se adequadamente no café-da-manhã e almoço. A tentação vai ser menor se você está satisfeito e alimentado, tendo comido recentemente algo saudável e que forneça as quantidades de calorias que necessita.

 

5° PECADO:
TUDO OU NADA

Aquele praticante de atividade física que computa todas as calorias que ingere, visando ter o abdome “rasgado” de tão definido, algumas vezes precisa cair na real. Ser rigoroso demais o tempo inteiro é um sintoma de negação, e esta sempre supera a força de vontade. O estado de negação é um comportamento obsessivo que leva a pessoa ao fracasso.

Quando pessoas compulsivas decidem comer algo que consideram inadequado, tendem a se culpar por este comportamento e isso faz com que comam em excesso. Se você come cinco refeições por dia, pode escolher uma e incluir nela algum alimento gorduroso ou rico em açucares.

Outra forma é seguir, durante quatro dias, uma dieta rigorosa e, no quinto dia, ingerir uma quantidade de calorias um pouco acima da dieta. Como alguma porção de massas, ou uma sobremesa favorita, ou qualquer outro alimento de sua preferência que não seja de baixo teor de gorduras e açúcares.

Um grande corpo é resultado de consistência no treinamento e uma dieta bem rigorosa a maior parte do tempo, não o tempo todo. Você pode manter o corpo definido estando em dieta apenas 80% do tempo. Isso deixa espaço para dar umas escapadas.

 

6° PECADO:
CORTAR O AÇÚCAR A ZERO

Alguns atletas vêem o açúcar como o inimigo público n°1, enquanto outros acreditam que ele não é tão ruim assim. Aqueles na primeira categoria poderão se encontrar tendo lutas severas para controlar o desejo de ingerir alimentos doces, quando isso podia ser evitado sendo um pouco menos radical.

Mas o açúcar não é o grande vilão que muitos acreditam ser. As calorias consumidas são mais importantes. Para perder peso o principal é consumir menos calorias do que gastamos diariamente e estarmos gastando algumas calorias com exercícios.

Os açúcares são menos propensos a serem convertidos em gorduras
quando você os ingere após os treinos.

 

7° PECADO:
COMER DEPRESSA

Não existe um número volumoso de pesquisas científicas correlacionando comer depressa com a quantidade de gordura corporal, mas especialmente os atletas e especialistas em nutrição irão te aconselhar a dar uma reduzida na velocidade.

Aqueles que comem rápido, geralmente mastigam muito pouco e já engolem o alimento. E isso faz com que comam mais do que o necessário e engordem.

Leva algum tempo para o alimento que está no estômago consiga sinalizar para o cérebro que a quantidade ideal já foi ingerida. Com a passagem do alimento pelo estômago, ele envia sinais no sistema nervoso por intermédio de mensageiros químicos que ocasionarão a sensação de satisfação.

Quando você come sem pressa, mastigando adequadamente os alimentos, aumenta a chance de seu cérebro receber as informações sem que você tenha ingerido excesso de alimentos.

 

  CONCLUSÃO
O mais importante é que você aprenda a controlar e implementar estes processos dentro de sua dieta. E isso deve ocorrer com a sensação de prazer por estar buscando melhorar a sua forma física e saúde. A vida deve ser, sobretudo, prazerosa.

 

Por Chris Aceto
Tradução e Versão: Prof. Benito Olmos
Original: Muscle&Fitness 64(10):122-124, 2003

Matéria publicada na Revista SuperTreino (Ed. 05)